Como fazer a mala para uma viagem de volta ao mundo

Se fazer mala pra uma viagem de 20 dias já é um desafio, imagina pra mais de 1 ano?

Eu não sabia nem por onde começar. Então, como você, fui direto para os blogs! Esse foi um dos melhores que achei até agora, e serviu como uma puta base – pelo menos pra mim, mochileira long-term de primeira viagem.

A única certeza que eu tinha, desde o começo, era que não queria carregar peso de jeito nenhum. Já fiz algumas viagens carregando 15kg nas costas e admito que isso já não é mais pra mim (ah, meus 20 anos!)

Tampouco queria levar um tipo de bagagem que tivesse que ser despachada a cada voo. Somando os custos, perda de tempo na restituição e altas chances de extravio (por pura estatística, já que vou pegar MUITOS voos), não valeria a pena.

No fim, optei por uma mala de rodinha no tamanho limite pra não ter que despachar em praticamente qualquer cia aérea (sim, os tamanhos variam) e uma mochila de notebook pequena.

Daí pra frente, foi um exercício de minimalismo. Qual é o absoluto mínimo que eu preciso pra viajar com conforto e eficiência?

Como ninguém é de ferro, me permiti um ou outro supérfluo irresistível, como a jaqueta dourada que não tem propósito a não ser o de estilo, a flor pra enfeitar os cabelos, algumas maquiagens (depois de 3 semanas de estrada, já vi que exagerei nesse ítem!)

Nessas três primeiras semanas de viagem, já rolaram algumas mudanças em relação às fotos que tirei ainda no Brasil – sou meio desastrada, então já perdi e quebrei algumas coisas, achei outras, e senti falta de mais algumas. Rola aí pra saber de tudo!

1. Roupas e Sapatos

Versatilidade, conforto, volume, respeito a outras culturas – foi nisso que foquei ao escolher quais peças iam compor meu armário pelos próximos ~18 meses.

Praticamente todas as roupas combinam entre si, nenhuma amassa, várias podem ser usadas de mais de uma forma, e tomei o cuidado de levar algumas peças que não vão me causar problemas em países mais conservadores, como a saia longa, blusas de manga e os lenços (que servem como véus).

Além disso, só escolhi coisas que já usava bastante no Brasil. Se você quase não usa na sua terra natal, não coloque na mala – a chance de virar peso morto é enorme!

  • 1 – Saia midi florida. Amo! É mais elegante, dá pra usar numa ocasião mais formal, na balada, na cidade, num dia no parque. Por ser midi, posso usar sem problemas em países conservadores. E por ter a cintura de elástico, posso puxar pra cima e usar como vestido, é só amarrar um cintinho!
  • 2 – Saia longa bege. Escolhi essa especificamente pra usar em países muçulmanos / conservadores. Foi bem útil na viagem que fiz ao Mianmar e Tailândia. É hiper leve e quase não ocupa espaço na mala, então não me importa se eu usar pouco até chegar a esses destinos.
  • 3 – Short jeans. Indispensável.
  • 4 – Short microfibra. Tem sido muito útil no dia a dia em trilhas e praias. Suja inteiro, lavo no banho e no dia seguinte já está seco e pronto pra próxima. Gostaria de ter trazido um a mais desse.
  • 5 – Calça jeans. Indispensável.
  • 6 – Calça de pano soltinha. Era minha favorita no Brasil, super versátil e confortável, funciona na praia, na cidade e também como uma ótima segunda opção para países conservadores, depois da saia longa.
  • 7 – Legging preta. Coringa! Comprei uma parecida com essa da Amaro por causa dos bolsos laterais que quebram muitos galhos.
  • 8 – Cachecol grosso. Para dias de frio e viagens de ônibus – é quase um cobertor!
  • 9 e 10 – Lenços finos. Não ocupam espaço e são extremamente versáteis. Uso como echarpe, como blusa, na cintura, no cabelo, e pretendo usar como véu quando for necessário.
  • 11 – Vestido longo. É alegre e colorido como gosto. Além disso, coloquei botões de pressão na barra para que possa ser usado também como um vestido curto.
  • 12 – Jaqueta dourada. Meu supérfluo favorito, irresistível! Não esquenta o suficiente pra ser considerada realmente útil, mas essa é uma peça que uso todos os dias da minha vida, se puder. Então, mereceu um lugarzinho na mala.
  • 13 – Casaco puffer. Quentinho e pouco volumoso. Se enrolar e colocar numa bolsa de pano, vira um ótimo travesseiro para viagens. Mas já sei que não vai ser suficiente pra frios mais extremos. A hora que for necessário, vou substituir por algo mais quente.
  • 14 – Gorro. Trouxe para proteger as orelhas em dias mais frios, mas perdi antes de completar 2 semanas de viagem, na trilha do vulcão Barú. Quando fizer frio de novo, compro outro.
  • 15 – Luvas. Sou super friorenta e essas luvas já me salvaram em ônibus gelados e na trilha do Barú.
  • 16 – Canga / bandeira do Brasil. Se é pra levar uma canga, que seja uma que renda ótimas fotos! Quando me perguntam de onde sou, aponto para a canga e brinco que sou tão brasileira que faço até propaganda.
  • 17 – Blusa de manga comprida preta. Coringa quentinho.
  • 18 – Blusa de manga curta listrada. Apesar de ser branca, não é do tipo que suja muito.
  • 19 – Camiseta preta. Coringa, vai com tudo.
  • 20 – Camiseta bege. Coringa, vai com tudo.
  • 21 – Blusa com proteção UV. Tem salvado minha pele branquela e sensível nos dias de sol escaldante. E a cor é super fotogênica!
  • 22 – Blusa microfibra. Fininha e ótima para trilhas e praia, posso lavar à noite e está seca no dia seguinte.
  • 23 – Blusa cropped. Cor alegre e vai com tudo!
  • 24 – Blusa estampada. Praticamente nenhum volume, é super alegre e pra completar é dupla-face.
  • 25 – Top azul. Perfeito para trilhas e pra cobrir os mamilos polêmicos quando não quero usar sutiã (ou seja, quase sempre).
  • 26 – Chapéu. Perdi na primeira semana, mas o universo me presenteou com o boné I ♥ BQT! 😍😍😍
  • 27 – Biquíni. Indispensável. Estou pensando em comprar um maiô de manga comprida também, pra alternar com o biquíni e proteger meus ombrinhos branquelos.
  • 28 – Pijama. Nunca uso pijama no dia a dia, mas não dá pra evitar em dormitórios de hostels. Escolhi um short molinho e uma camiseta macia pra fazer as vezes.
  • 29 – Sutiã. Só um, porque não gosto de usar. Escolhi um versátil, de alças removíveis, com bojo mas sem armação (me machuca).
  • 30 – Meia-calça grossa. Pra proteger as pernocas nos dias frios, e pra usar como camada embaixo das outras calças.
  • 31 – Meias. Grossas e normais, 6 unidades.
  • 32 – Calcinhas. Escolhi as mais confortáveis que tinha, e algumas mais bonitinhas 😏7 unidades, lavo no chuveiro.
  • 33 – Sandália Melissa. “Mas Helena, você não está levando Havaianas??” Não – me machuca e não é tão versátil. Essa da Melissa é perfeita, porque é fechada no calcanhar e posso usar pra tudo – passeio, banho, praia de corais, cachoeira, e até balada. É resistente e o cheirinho de chiclete ainda persiste, mesmo meses depois da compra!
  • 34 – Tênis de trilha Salomon. Essa marca é das melhores para aventura. Escolhi um modelo à prova d’água que tem se provado extremamente confortável até agora, além de parecer bem durável.

2. Eletrônicos e Documentos

Aqui tem o básico e unas cositas más. Você pode usar como referência e adaptar às suas necessidades de viagem 😉

  • 35 – Notebook. Sem isso não trabalho, então indispensável!
  • 36 – Pau de selfie / tripé. Queria um pau de selfie que já fosse um tripé também. Procurei, procurei e a única coisa que achei foi um bem vagabundo que quebrou na primeira semana. Depois, comprei um pau de selfie de qualidade e outro tripé que já quebrou também :/
  • 37 – Doleira. Sempre que estou em transporte, ela está no meu corpo com meus documentos e dinheiro. Sempre que estou em hostels, está trancada em lockers.
  • 38 – Porta passaporte. Vale a pena. Mantém o documento inteiro em viagens mais roots.
  • 39 – Kindle. Leio muito, então pra mim vale muito a pena.
  • 40 – Celular.
  • 41 – Carregador portátil. Salva vidas! Recomendo que todos levem um bom, de pelo menos três cargas.
  • 42 – Adaptador universal. Se você vai passar por vários países, você precisa de um.
  • 43 – GoPro. Não viajo sem. Excelente pra vídeos, sobretudo embaixo d’água.
  • 44, 45 e 46 – Filtros e capa protetora de GoPro. Mergulhadores de plantão vão ver a diferença se passarem a usar esses filtros.
  • 47 – Câmera semi profissional. Sinceramente, ainda não tirei do case depois de três semanas de viagem. Se eu seguir sem usar pelos próximos 2 meses, vou despachar de volta para o Brasil.
  • 48 – Carregador do notebook. 
  • 49 e 51 – Carregadores de tudo. 
  • 50 – Fones de ouvido. 
  • 52 – Adaptadores de carregadores. Isso é pra você salvar o rolê dos amiguinhos.
  • 53 – Pen drive (ou HD portátil). Por enquanto estou usando pen drive, mas certamente vou comprar um HD em breve pra armazenar todos os vídeos e fotos que estou fazendo.
  • 54 – Drone. Comprei num impulso e confesso que ainda não usei, mas tenho certeza que vai ser bem útil assim que eu me acostumar a pilotar.

3. Ítens Avulsos

Coisas pra manter a sanidade e pra fazer amizade!

  • 55 – Caderno Elfinbook. Esse caderno é um negócio insano: você escreve, escreve, e quando ele acaba, você pode tirar fotos de todas as páginas com o app dele e depois coloca no microondas com um copo d’água: ele sai limpo pra você começar de novo! Também dá pra apagar trechos específicos com um lenço umedecido. Achei sensacional.
  • 56 – Caderno analógico. Pra quando eu preciso de um bom e velho pedaço de papel. Confesso que até agora não precisei. Se seguir sem usar, vou descartar.
  • 57 – Máscara de mergulho. No começo estava só com a máscara, mas já no primeiro destino já senti a necessidade do snorkel (o negocinho de respirar) e comprei também.
  • 58 – Óculos. Pra apreciar as paisagens em HD.
  • 59 – Óculos escuros. Pra apreciar as paisagens com filtro do Instagram.
  • 60 – Kit Sono. Máscara de dormir e plugs de ouvido, não viajo sem. Salvam a vida contra o bebê chorão e o amiguinho que ronca. Comprei esse que é super confortável.
  • 61 – Guarda-chuva. Já foi útil em vários momentos. Esse que comprei é super leve e compacto, então não atrapalha na mochila.
  • 62 – Kit Costura. Improvisei uma latinha de bala com dois carretéis, um branco e um preto, mais algumas linhas coloridas, uma agulha, alguns alfinetes e botões. Não ocupa nenhum espaço e pode salvar vidas!
  • 63 – Santinho. Logo antes de viajar, minha tia me deu essa estatueta de São Cristóvão, o santo protetor dos viajantes. Achei tão fofo que não pude deixar de trazer!
  • 64 – Mochila compacta. É compacta mesmo, e quebra muitos galhos nas trilhas e passeios do dia a dia.
  • 65 – Isqueiro. Nem fumo, mas sempre carrego um isqueiro comigo pra fazer amizade (spoiler: funciona!). Obs: Não, não é necessário despachar isqueiro; dá pra levar na bagagem de mão.
  • 66 – Kit MacGyver. Separei nessa caixinha alguns itens aleatórios que podem servir pra muitas coisas: arames de pão, prendedores de cabelo, elásticos, saquinhos ziplock pequenos, um rolinho de corda de varal. 
  • 67 – Cantil da amizade. Já fiz muitas amizades com esse cantilzinho! Ele saiu do Brasil com cachaça, mas agora já está cheio de rum.
  • 68 – Carteira. 
  • 69 – Barbante. Não sabia bem pra que ia usar esse barbante, mas achei legal levar. Já usei como cinto para a saia vermelha, quando uso como vestido, e agora estou usando como cinto com o short jeans, que está largo.
  • 70 – Lanterna de mergulho. Comprei pra fazer o curso PADI avançado, e já foi extremamente útil na trilha do vulcão Barú, que é feita à noite (lanterna do celular não era uma opção, porque são 6h de subida no escuro).
  • 71 – Garrafa dobrável de 1 litro. Foi ótima enquanto durou! A melhor parte é que, quando acaba, a garrafa não ocupa espaço. Arrebentou numa festa doida no Panamá, vou ter que comprar outra.

4. Saúde e Higiene

O básico, só vou explicar os ítens mais esquisitos.

  • 72 – Saboneteira. Olha, tem gente que viaja sem saboneteira, mas eu pessoalmente acho um nojo o sabonete soltão na embalagem de mercado.
  • 73 e 74 – Xampu e condicionador.
  • 75 – Hidratante.
  • 76 – Pente. Quebrou na primeira semana e não senti necessidade de substituir.
  • 77 – Touca de banho. Ainda não usei, devo descartar em breve.
  • 78 – Miniaturas de perfume. Quase não uso perfume, então preferi deixar os meus bons em casa e levar essas miniaturas, que pressinto que vão durar bastante.
  • 79 – Farmácia. Aí dentro tem analgésicos, antitérmicos, antiinflamatórios, antialérgicos, antigripais, Engov, Eno, Band-aids, colírio, complexo vitamínico, pastilhas de limpar água, e duas pílulas do dia seguinte (espero não precisar usar!)
  • 80 – Protetor solar corporal.
  • 81 – Protetor solar facial.
  • 82 – Desodorante.
  • 83 – Bicarbonato de sódio. Li esse post sobre formas doidas de usar bicarbonato para higiene pessoal, e resolvi trazer pra ver se tento em algum momento.
  • 84 – Coletor menstrual. Comecei a usar o coletor alguns meses antes da viagem, e foi a melhor coisa que fiz. Não ter que me preocupar se tenho absorventes o suficiente, e não ter que reservar espaço na mala pra isso é um alívio gigante. Sem contar com o impacto ambiental, e até financeiro! (É muito mais barato que usar absorventes).
  • 85 – Álcool em gel.
  • 86 – Lenços de papel.
  • 87 e 88 – Escova e pasta de dentes.
  • 89 – Cotonetes e discos de algodão. Ainda não usei os discos de algodão. Se seguir assim, vou descartar.
  • 90 – Óleo de coco. Vou experimentar como hidratante quando o que trouxe acabar.
  • 91 – Esparadrapo.
  • 92 – Camisinhas. Vamos nos proteger, né, galera?
  • 93 – Absorventes Carefree. Trouxe uns três só pra constar.
  • 94 – Gaze.

5. Makes e Acessórios

Nessas três semanas, já ficou claro que exagerei drasticamente nessa parte. O único acessório que usei foi a flor, e só usei maquiagem duas vezes nesse período. Devo descartar / despachar ao Brasil a maior parte assim que possível.

  • 95 – Flor para cabelo.
  • 96 – Colares.
  • 97 – Brincos.
  • 98 – Anéis.
  • 99 – Recipiente para acessórios. No caso, tudo de 96 a 98 está dentro dessa caixinha.
  • 100 – Tesourinha. Pra quem tem dúvidas: sim, é permitido levar itens cortantes na bagagem de mão. Especificamente, lâminas de até 5cm estão liberadas. Do 100 ao 103 eu já levei repetidas vezes em voos internacionais, sem problemas.
  • 101 – Alicate.
  • 102 – Pinça.
  • 103 – Cortador de unhas.
  • 104 – Máscara de cílios.
  • 105 e 106 – Blush e pincel.
  • 107 – Delineador.
  • 108 – Corretivo.
  • 109 – Iluminador.
  • 110 – Sombra marrom.
  • 111 – Apontador.
  • 112 – Hidratante labial.
  • 113 – Batons.
  • 114 – Lápis de boca, olhos e sobrancelhas.
  • 115 – Pincéis.

Eu sou uma pessoa extremamente esquecida. Então, quando comecei a planejar a mala, a primeira coisa que fiz foi um checklist pra garantir que eu não esquecesse de nada importante. E agora você pode usar o mesmo checklist que eu! É só clicar abaixo.

E você, também pratica o minimalismo? Então manda esse post para aquela amiga que viaja literalmente com a casa nas costas 😂😂😂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *